domingo, 29 de setembro de 2013

Sítio arqueológico de Lajedo de Soledade


Localizado no município de Apodi, o Lajedo de Soledade é um importante sítio arqueológico do Rio Grande do Norte, dotado de uma beleza cênica incomum. Ravinas e cavidades formam uma espécie de labirinto natural nas rochas carbonáticas do período paleolítico, onde podemos encontrar variadas pinturas rupestres facilmente visíveis.

Em junho de 2013, finalmente conheci essa maravilha geológica e arqueológica, juntamente com Rosana, Rovane e Caline, em uma viagem ao Oeste do Rio Grande do Norte, que ainda incluiu uma visita a uma das cavernas de Felipe Guerra. Tudo organizado por Gilson (Pé na Estrada Trilhas).

O Lajedo, como um todo, ocupa uma extensa área – a maior exposição de rocha calcárea da Bacia Potiguar - mas apenas 3 porções estão delimitadas para preservação, denominadas de Araras, Urubu e Olho d’água.
Lajedo Soledade
Montagem com a visão do Lajedo (Google Earth) e a localização das
áreas preservadas (Fonte: link)

Lajedo Soledade 4
Muitas cavidades e abrigos
Lajedo Soledade 2
O intemperismo e a dissolução das rochas calcáreas gerou muitas fendas e pequenos cânions
Lajedo Soledade 1
Uma das inúmeras ravinas
Ninho nas pedras
Uma ave escolheu o abrigo das rochas para nidificar
Lajedo Soledade 3
Com as chuvas, a vegetação cresce nas ravinas.
As inscrições rupestres, segundo os estudos, foram realizadas mediante o uso de “cinco técnicas de execução: utilizando a ponta dos dedos, pequenos galhos de vegetais, pincéis primitivos, bastões de ocre ou carvão e com as mãos carimbadas”. Em alguns poucos casos, representam animais e na maioria são grafismos onde a interpretação fica a cargo do visitante. É inevitável pensar: o que os pintores pensavam quando faziam seus registros? Quais mensagens queriam passar?

Pintura Rupestre Lajedo de Soledade 4
A Arara é o símbolo
Pintura Rupestre Lajedo de Soledade 1 Pintura Rupestre Lajedo de Soledade 2
Pintura Rupestre Lajedo de Soledade 3 Pintura Rupestre Lajedo de Soledade 5

Inscrições

No Lajedo de Soledade também foram encontrados fragmentos cerâmicos, material lítico da fase da pedra polida e fósseis. Em Apodi, aproveite para visitar o pequeno Museu que mostra peças encontradas nos sítios arqueológicos e o Centro de Atividades do Lajedo, que estimula o artesanato, além de capacitar guias da comunidade.

Dicas e orientações


- Apodi fica a 335 Km de Natal. O melhor acesso é feito pela BR 304 até Mossoró e daí pela BR 405 em direção a Apodi
- A entrada no Sítio é feita com acompanhamento de guia da Fundação dos Amigos do Lajedo de Soledade (Fals), entidade que mantém o local e para a qual é paga uma taxa por grupo. A visita dura em média 2 horas.
- Siga as orientações do guia, contribuindo para preservar este patrimônio. Entre os cuidados exigidos, não caminhe fora das trilhas indicadas.
- Não esqueça de proteção solar e hidratação.

3 comentários:

  1. Oi, Jodrian. Tudo bem? :)

    Seu post foi selecionado para a #Viajosfera, do Viaje na Viagem. Dá uma olhada em http://www.viajenaviagem.com

    Até mais,
    Natalie - Boia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu, Natalie !! É ótimo participar desta seleção :)

      Excluir
  2. Parabéns! Gostei muito do seu blog.

    Temos um blog com relatos de viagens também e gostaríamos de convidar para dar uma "viajada" por lá... é Muita Viagem! =)

    Muita Viagem - blog com relato de viagens

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...