terça-feira, 12 de março de 2013

Bastões de caminhada valem a pena?

No início das nossas trilhas, sempre tivemos dúvidas sobre as reais vantagens do uso dos bastões de caminhadas. Seguindo a lógica de evitar levar equipamentos desnecessários, era preciso tirar isso a limpo. E nada melhor do que usá-los para resolver esta questão.

Hoje, passados muitos quilômetros com e sem o uso deste acessório, chegamos a à conclusão de que os bastões de caminhada são equipamentos que ajudam bastante nas trilhas. Resolvemos adotá-los, considerando que os benefícios superam os pontos negativos:

Benefícios

  • Auxiliam a estabilidade e o equilíbrio, principalmente em trechos irregulares.
  • Reduzem o impacto nas articulações dos membros inferiores, principalmente em descidas.
  • Fornecem suporte para auxiliar na subida, aumentando o impulso e diminuindo o cansaço nas pernas.
  • Ajudam a estabilizar e melhorar o ritmo da caminhada em terrenos planos
  • Facilitam "investigar" o terreno antes de pôr os pés.
  • Trazem um bom apoio se precisarmos andar com algum machucado nos membros inferiores.
  • Podem ser utilizados para improvisar uma tala e imobilizar membros em caso de fraturas.
  • Podem ser utilizados como haste para alguma bandeira improvisada de sinalização.
  • Pesam relativamente pouco e podem ser dobrados para reduzir o volume ao serem carregados.
  • Podem ser improvisados para fazer um tripé em fotografia .
  • Em alguns modelos de barraca, servem como suporte.
Bastões de caminhada
Auxiliando o equilíbrio em um trecho da
travessia Lapinha-Tabuleiro

Rumo ao topo do Kilimanjaro
Rumo ao topo do Kilimanjaro,
com o apoio valioso do bastão
Bastão e Areia
O acessório para neve também é
útil para areia, como neste caso, nos
Lençóis Maranhenses
Tripé improvisado no Cânion Fortaleza
Leandro Gabrieli improvisando um tripé
com bastões, no Cânion Fortaleza
Subida ao Monte Roraima
Hugo Zelazowski usando o bastão para
auxiliar na subida ao Monte Roraima

  E quais as desvantagens?

  • Ocupam suas mãos
  • Requerem manutenção
  • São itens a mais na bagagem
  • Podem dar uma falsa sensação de segurança
  • Não são permitidos como bagagem de mão em aviões

Dicas

  • Regule a altura do bastão, de modo que o ângulo entre seu braço e antebraço seja de 90º. Isso evitará esforço muscular desnecessário.
  • Use as alças corretamente, para evitar que o bastão caia e, sobretudo, para aliviar a pressão nas mãos e pulsos
Uso da alça
Uso da alça como apoio
Braço e antebraço a 90º
Regulagem da altura do bastão
  • Nas subidas, diminua um pouco a altura do bastão e, nas descidas, faça o inverso.
  • A peça de borracha que acompanha os bastões serve para proteger a ponteira de metal. Retire-a quando for caminhar.
  • Cuide de seu equipamento. Poeira e resíduos podem “travar” o bastão. Desta forma, desmonte o bastão, inspecione e limpe interna e externamente.
  • Os bastões também podem ser usados em treinamento, para exercitar melhor o corpo e queimar mais calorias nas caminhadas. A prática é chamada de “Caminhada nórdica
Qual sua opinião? Vale a pena usar bastões de caminhada?

32 comentários:

  1. Eu uso em trilhas mais longas desde 2005 e não sei viver mais sem.. Geralmente utilizo apenas 1.. Só quando a trilha é muito puxada que ai acho que compense levar 2..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oscar,
      Também faço assim. Normalmente só uso 01 bastão para auxiliar nos trechos mais íngremes. Obrigado pelos comentários
      Abraço
      Jodrian

      Excluir
  2. Uso muito meus bastões de esqui na neve quando não estou esquiando, e sinto uma falta danada desse suporte quando fazemos trilhas em terrenos irregulares, principalmente quando tenho 300 equipamentos - sendo a câmera fotografica o mais importante - e preciso me agarrar em troncos de arvores pra ter estabilidade nas caminhadas, o que é pouco divertido porque me machuco e não gosto de sair encostando sem necessidade nas arvores. Ja levei o bastão pra trilhas fora da neve e não foi tão bom, seu "pros e contras" foi esclarecedor !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelos comentários, Natália!
      De fato, o uso de bastões de caminhada tem defensores e críticos. Sempre uso, a não ser que seja uma trilha muito leve e plana. Acredito que o mais importante é descobrir quando ele tem uma real utilidade, senão fica sendo mais uma coisa com o que se preocupar.
      Abraços

      Excluir
  3. Eu sempre caminhava e no fim do dia sentia muitas dores nos pés. Desde que comecei a usar os bastões diminuiu muito isso. Gostei demais e uso sempre agora. Muito bommm o post! Parabéns.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Maurício!
      É um recurso simples, que remonta aos cajados dos peregrinos de antigamente e ajudam um bocado. Uso com freqüência também
      Abraço

      Excluir
  4. Amei o post!
    Eu, com meus quilinhos a mais (1,75m e 90kg) acho os bastões essenciais! No começo usava só um, na mão direita e percebi que meu joelho direito doía mais que o esquerdo. No meu trekking de 10 dias em Huayhuash comecei a usar os dois e pasmem: meus joelhos foram poupados! Agora, não saio mais de casa sem eles!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito Obrigado !!
      Eu continuo usando 01 bastão, mas sempre há benefícios em usá-los. No começo, a gente acha meio estranho, mas se acostuma logo e passa a ser uma verdadeira extensão do corpo.
      Abraços

      Excluir
  5. Acho que eles são muito úteis em subidas e descidas! Em caminhadas planas prefiro não levar. Antes eu achava que era desnecessário, às vezes até improvisava com galhos. Isso até o dia em que me emprestaram um bastão de verdade! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo contigo, Elaine: a principal utilidade, para mim, é o apoio em subidas e descidas :)

      Excluir
  6. Acho indispensável. Ajuda muito, principalmente na descida. Se não fossem os bastões, não teria aguentado subir o Monte Fuji

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelos comentários, Douglas.
      Um dia ainda levo meus bastões para o Monte Fuji :))
      Grande abraço

      Excluir
  7. Eu ganhei um par de presente há tempos e sempre relutei em usar (pelos mesmos motivos que vocês colocaram no texto). Mas vejo que poderia estar ajudando o meu corpo com eles. Vou levar na próxima vez e testar.
    Post de utilidade pública!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Emília.
      A idéia é essa mesmo, discutir e avaliar os prós e contras. Mas o melhor é testar e tirar suas próprias conclusões.
      Abraço
      Jodrian

      Excluir
  8. Estou me preparando para o Caminho de Santiago, e até já comprei os bastões, o problema é que não consigo me adaptar. Já decidi levar e também decidi deixar várias vezes. Agora optei por levar apenas um. Gostei do post.
    Beta do Férias de Mochila

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelos comentários, Beta
      A palavra-chave é adaptação. Enquanto não nos acostumamos o bastão incomoda. Depois vira uma "extensão" de seu corpo. Ok..., talvez nem tanto, mas ajudará bastante. No caminho para o Acampamento Base do Everest, até achamos que poderíamos ter levado 2, principalmente para descidas. Resumindo: é mesmo um processo de aprendizado muito individual
      Grande abraço

      Excluir
  9. Realmente fiquei sempre na dúvida entre usar ou não o bastão. Nas Chapada dos Veadeiros achei muito legal que logo no início do parque, em uma casa eles deixam alguns bastões feitos de bambu, você usa durante a trilha e depois no retorno deixa lá de volta. Abs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já fui à Chapada dos Veadeiros mas não sabia desta prática. Boa iniciativa. Acredito que a dúvida de usar ou não é freqüente entre os caminhantes.
      Abraço e obrigado pelos comentários

      Excluir
  10. EU E MINHA MULHER INICIAMOS O USO DE BASTÃO PARA CAMINHAR NA CIDADE FAZ UM ANO, JÁ COMPRAMOS MAIS UM PAR POIS SÓ USAMOS 1 NA MÃO DIREITA, E REALMENTE É UMA EXTENSÃO DO CORPO, PARABÉNS PELO SITE, JOSÉ KARAM MAGALHÃES

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado pela visita e pelos comentários, José Karam !!

      Excluir
  11. Os bastões são úteis até mesmo para quem pratica caminhada, é a tal caminhada nórdica que segundo especialistas traz um beneficio de até 40% a mais como atividade física.

    ResponderExcluir
  12. Gostaria de saber qual marca de bastões é recomendada, pois ouvi dizer que alguns não são tão resistentes...

    ResponderExcluir
  13. Em caminhadas em terrenos planos ou pouco acidentados, um bastão de caminhada é desnecessário e portanto mais um estorvo que uma ajuda, exceto para caminhantes com problemas ortopédicos que demandem algum apoio. Em terrenos íngremes e/ou acidentados, são uma grande ajuda e podem evitar quedas, torções e outros acidentes criando um 3o ponto de apoio útil em deslizamentos, pedras que se movem, etc. Eu faço o meu no local com qualquer madeira caída apropriada. O peso extra é compensado pela possibilidade de uso para abrir trilhas fechadas, em lugar de um facão ou foice, e também serve para dar uma mãozinha para alguém alcançar o ponto onde está.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelos comentários, Bernardo.
      Já vi muitos caminhantes que também adotam a mesma prática: fazer bastões no local.
      Grande Abraço.

      Excluir
  14. Estes bastões são maleáveis e podem ser guardados com facilidade ou como seria nos aeroportos. Nunca vi nada igual, na verdade. Encontro em lojas de trekking, é isso? Valeu!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dan,
      Não são maleáveis. São rígidos, porém a maioria é desmontável e podem ser guardados com facilidade. Não são permitidos como bagagem de mão (você tem que despachá-los) e sim, você os encontra em lojas de trekking e esportes em geral. Abraço.

      Excluir
  15. Bom dia!
    Vou subir o Monte Roraima em amio deste ano e gostaria de saber se é necessário o uso do bastão, e quantos devo levar, um ou dois?
    Obrigada e parabéns pelo blog!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, Roberta
      Eu recomendo o uso de bastões para o Roraima. Nos trechos planos, você pode usar 2 bastões. Nos trechos mais acidentados e descidas, prefiro usar um só. Como são leves, você pode levar o par e prender na mochila quando não precisar usar.
      Abraço e obrigado,
      Jodrian

      Excluir
  16. Dicas valiosas, não sabia que existia nem 30% dessas vantagens, meu próximo investimento!

    ResponderExcluir
  17. Valeu. ObrigadÃO! Farei a partir desta madrugada minha primeira experiência com bastão. E suas dicas foram úteis.

    Professor Luciano.
    @escrevendo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom saber que gostou, Professor Luciano. Espero que a experiência seja proveitosa.
      Abraço
      Jodrian

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...