quinta-feira, 14 de julho de 2016

Ecopedal Caicó 2016


Rapaduras na saída
Rapaduras na saída para o pedal
Cicloturismo com a participação de mais de 300 ciclistas é um desafio para qualquer organização, considerando os aspectos logísticos, de segurança, roteiro, etc. Ainda mais quando levamos em conta o calor característico do Sertão Nordestino.
Com boas referências de duas edições anteriores e principalmente levando em conta que teríamos muita gente do nosso querido grupo Rapadura Biker participando, nos inscrevemos nos últimos momentos e fomos pro Seridó.

Barracas
Barracas para o pernoite
Saímos de Natal no dia anterior, com nossos amigos Moab e Jacqueline e seguimos para Caicó. Os Rapaduras ficaram hospedados na casa gentilmente cedida pela família de Uillamy. Alguns nos quartos, outros nas redes da varanda e nosotros nas barracas. Tarde e noite livres para receber os kits e para confraternização as usual.

O dia 19 de junho começou cedo. Por volta das 04:30 estávamos de pé, providenciando os equipamentos, realizando os ajustes nas bikes e logo seguimos para a unidade do SESC em Caicó, onde foi realizado o Café-da-Manhã. Prá dar sustança, um bom prato com cuzcuz e carne moída, um suco de manga (claro), café, frutas e pão.
Café-da-Manhã
Um bom café prá encarar o desafio
Alongamento
Ciclistas ansiosos pela largada
Com a barriga forrada, os ciclistas foram concentrando no lado externo, no aguardo da saída, que demorou mais que o necessário (a idéia era sair o quanto antes para evitar ao máximo o sol intenso). Um alongamento muito simples, que não fez muita diferença e logo depois a Orquestra do Magão, tradicional no carnaval caicoense comandou o início do pedal, acompanhando a turma até os limites da cidade. Aí sim, os pedais começaram a girar com vontade.

Ecopedal Caicó 2016
Ciclistas até onde a vista alcança
Primeiro ponto de apoio EcoPedal Caicó
Rápido abastecimento de água e gelo
Duas trilhas foram programadas, com 35 e 50 Km. Preferimos a de 35 que, ao final, registrou 43 Km pelo GPS. Por volta dos 7~8 Km, um primeiro ponto de apoio para reabastecimento com água e gelo. Parada breve e segue o percurso, em trilhas de barro e pouca areia, e com baixo perfil altimétrico.
Mapa
Percurso. 43 Km no total
No 2º ponto de apoio, fiquei frustrado com a falta de salada. Aparentemente, alguma falta de sincronia logística. Naquele momento, fiquei pensando se não teria sido melhor ter levado meus suprimentos. A impressão logo se desfez no 3º ponto de apoio, com fatura de caldo de cana, gelo, pão doce e tapioca, além um providencial lava-jato instalado e regulado para refrescar o corpo. Seguimos nos caminhos entre as matas arbustivas da Caatinga.

Uma das sinalizações do pedal
Trilhas com sinalizações em placas e marcações no chão
Trilha no Sertão de Caicó
Paisagem típica do Sertão
Trilha no Sertão de Caicó 2
Refresco
Um pedal desses é só alegria
Casal
Muita alegria
Ainda tivemos direito mais 2 pontos de apoio: um com isotônicos e energéticos e outro, já próximo ao final, com uma banda de forró, queijo manteiga, cerveja e picolé de açaí. Retornamos à cidade para o almoço no SESC, também incluído no pacote. Quer mais? alguns felizardos ainda ganharam vários brindes sorteados pela organização. Parabéns a Virna Holanda e aos demais coordenadores. Um ótimo evento !

Bikes descansam ao final
Bikes descansam, enquanto os ciclistas almoçam

Vídeo




2 comentários:

  1. Ameeeei o texto!!! Obrigada!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu, Virna !!! Que venham outros eventos assim :)
      Abraço

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...