terça-feira, 19 de março de 2013

Como é !? Vão subir o Everest?

Por do sol Kalapatar
Por do sol Kalapatar
Foto cedida por Morgado Expedições


- Como é? vão subir o Everest?
- Não… nós vamos ……
- Olha!! eles vão subir o Everest !, Mas não é muito difícil? Que coragem !
- Nós vamos ao acampamento-base!
- Aaahhh…..
- São 5300m e ..….Ok!. vou escrever um post pra explicar




Impossível não conhecer o ponto mais alto da terra. Desde as primeiras aulas sobre ciências ou geografia, ouvimos falar do Everest. É uma referência permanente, mesmo que muitos não saibam exatamente onde fica (“Como? Nepal? É na Índia, né?”).

Caminho para Namche
Caminho para Namche
Foto cedida por Morgado Expedições

Então, vamos lá! Em breve, o casal Mango irá participar de uma aventura que promete ser maravilhosa: com um grupo de outros brasileiros, sob coordenação e orientação da Morgado Expedições, iremos ao acampamento-base do Everest.

Com início e término em Kathmandu, o roteiro passará por várias cidades, onde conheceremos seus monastérios e templos, além de entrar em contato com a rica cultura do Nepal,  com forte influência hinduísta e também budista. Aliás, o próprio Sidarta Gautama, o Buda, nasceu em 623 a.C, em Lumbini, que é reconhecida como Patrimônio Mundial, pela Unesco.

Mapa
Fonte: Nichalp Wikipedia
Nepal. Nosso destino é um pais pequeno, com 147.181 Km2 (pouco menor que o estado do Ceará) situado entre o Tibete e a Índia, mas onde estão localizadas oito das quatorze montanhas com mais de 8000 metros de altitude. Além destas, várias outras são palco de escaladas, como é o caso do Ama Dablam (6.812 m), Nuptse I (7861 m), Pumori (7161 m ), entre outros. Não é sem razão que o país é chamado de “Teto do Mundo”.

A região do Himalaia também é reconhecida como um dos Hotspots da biodiversidade (como são denominados os locais de alta biodiversidade e com prioridade de conservação). Exemplos desta riqueza? O Nepal possui 8% da população mundial de pássaros (mais de 848 espécies), 11 das 15 familias de borboletas no mundo (mais de 500 espécies) e 319 espécies de orquídeas [1]

stupa
Stupa no caminho
Foto cedida por Morgado Expedições
"Mas, onde vocês vão mesmo?" - Nós vamos ao Acampamento-base Sul do Everest (5364 m de altitude), a partir do qual os alpinistas ascendem através da Crista ou Aresta Sudeste. Existe outro, no lado do Tibete, com 5150 m de altitude. Os acampamentos-base funcionam como uma espécie de quartel-general para as expedições que partem para acampamentos superiores, seguindo seus programas de logística, aclimatação e condicionamento até chegar ao topo.

Se quiser saber um pouco mais sobre as escaladas ao Everest, sugerimos o livro "No teto do Mundo", de Rodrigo Raineri.
Altitudes Acampamento-base Everest
Roteiro ao acampamento-base - Altimetria

Clima e altitude

Conforme explicado pela Lisete Florenzano, da Morgado Expedições:  No início da caminhada, poderemos ter dias de temperatura amena, em torno de 15 a 20ºC. Conforme vamos subindo, a temperatura cai e devemos ter como mínima em torno de –16ºC a noite. Durante o dia, poderemos ter algo em torno de –10ºC. É possível que haja neve em algum momento.

O desafio também inlcuirá a convivência com a altitude, onde o ar vai ficando mais rarefeito à medida que vamos chegando mais próximo ao nosso objetivo, o que exige uma boa adaptação do corpo. Sabemos dos cuidados básicos: caminhar devagar e beber muito líquido.


Preparação

Durante a subida ao Kilimanjaro, vimos o quanto uma boa preparação física nos deixa mais confiantes e nos permite aproveitar melhor a aventura. Não fizemos por menos e novamente contamos com as ótimas orientações do Professor Batista.

O condicionamento incluiu atividades variadas. Treinamos em campos de atletismo, na praia, em academia, caminhamos com mochilas e fizemos pequenas trilhas. Estas variações exercitam grupos musculares diferentes e tornam o esforço físico mais interessante.
Treino em escada
Um dos muitos treinos de subida em escadas
Piscina
Fortalecendo os membros inferiores

Treinamento com mochila
Treinamento de caminhada com mochila
Trilha leve Parque das Dunas
Trilha leve no Parque das Dunas
Treinamento na praia de Pirangi
Corrida na praia de Pirangi
Abdominal
Fortalecendo os abdominais
Corrida na água
Corrida na água
Praia de Pirangi
Com a logística já definida e organizada, o preparo físico em dia, só nos resta concluir a organização dos equipamentos e as roupas e preparar as mochilas !

Material
Quase todo material já separado
Namastê !!


Outros posts da série



1 - Como é !? Vão subir o Everest?
2 - Chegada à Kathmandu
3 - Explorando Kathmandu
4 - Kathmandu–Pashupatinah e Boudhanath
5 - Voando para um dos aeroportos mais extremos do mundo (Lukla)
6 - Começamos a jornada! Caminhada até Monjo
7 - Namche Bazaar
8 - No caminho para Thamo, a visita a monges budistas
9 - Rumo ao Everest Base Camp: chegamos aos 4000 metros
10 - Como as cargas são transportadas no Himalaia
11 - A caminhada continua. Rumo à Deboche
12 - Sol e esterco: fontes energéticas no Himalaia
13 - Os desafios continuam: caminhada até Dingboche
14 - Uma curta caminhada, lindas paisagens e um desafio
15 – Entrevista com Manoel Morgado
16 – Lobuche e o Memorial aos Sherpas mortos
17 – Quase Lá: Gorak Shep
18 – Kala Patthar: 5500m e a melhor visão do Everest
19 –  Acampamento Base do Everest:Objetivo conquistado
20 – Retorno do Acampamento Base do Everest – de Gorak Shep a Deboche
21 – Terminando a caminhada: de volta a Lukla

17 comentários:

  1. Eu tenho a maior vontade de subir O Everest, Kilimanjaro e outras montanhas, mas nunca me senti preparado para descer...fiz algumas trilhas menores e meu joelho ficava moído na volta. Essa sua fase de preparação física é fundamental.

    Boa sorte na trip...abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Guilherme!!
      Verdade. A musculatura que dá suporte ao joelho é fundamental nas descidas. Um bom preparo é muito importante.
      Grande abraço

      Excluir
  2. Oi, Jodrian!!

    Nossa, q coragem!! Gostei de acompanhar a serie sobre o Kilimanjaro, mas imagino q essa vá ser tao ou mais interessante.

    Qdo vai ser a viagem? Aproveitem! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Bruna!!
      Fique de olho nas postagens :-D
      Abraços

      Excluir
  3. Boa viagem ao casal. Estarei por aqui acompanhando.

    ResponderExcluir
  4. Com certeza vou acompanhar!! A trilha do Acampamento Base estava nos nossos planos, mas acabamos tirando do roteiro. Boa caminhada!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Douglas
      Ponha de volta nos planos :) Certamente será uma experiência magnífica
      Abraços

      Excluir
  5. Boa viagem! Estou aguardando os posts da volta!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Tati
      Chegamos há pouco e vamos começar a preparar os posts :)
      Abraço
      Jodrian

      Excluir
  6. Legal Jodrian. Contar um pouco da parte de preparação para a viagem também ajuda muito quem pretende fazer viagem parecida. Ainda não cheguei lá, mas quem sabe um dia?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Thiago.
      Foi uma viagem fantástica e a preparação foi fundamental. Em breve começaremos os relatos :)
      Abraço

      Excluir
  7. Oi Jodrian

    não achei no seu blog a lista de material para a subida do everest?
    você pode me passar o link?
    eu queria saber de roupas e botas...
    estou indo para os Eua e queria ver se comprava lá os itens mais importantes e mais caros
    tks

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cláudia,
      Todos os equipamentos (exceto as botas, que devem estar "amaciadas" previamente) podem ser comprados em Kathmandu, a preços muito bons. Mas, é claro, nos EUA deve ter muitas oportunidades boa. Neste link, fornecido pela empresa com a qual contratamos o pacote, está a lista:
      http://www.naturalecoturismo.tur.br/roteiros/trekking-ao-campo-base-do-everest-com-manoel-morgado-2/
      Abraço
      Jodrian

      Excluir
  8. Jodriam, só agora descobri sua série sobre a caminhada para o Base Camp! Tenho muita vontade de fazer...Mas acho q vou precisar de um bom tempo para a preparação! Subi alguns pequenos picos aqui no Rio, como o Pico da Pedra do Sino (em 2013) na reião serrana q tem 2.275m e já foi bem cansativo! Ok, to numa fase meio sedentária para desafios punks.....por isso acho q suas dicas de preparação e todos os seus relatos vão ser inspiração! Pq uma coisa é ver documentarios de atletas e/ou alpinistas subindo..outra coisa é ver gente como a gente! Apaixonadas pela viagem, mas com uma vida mortal! rs...parabéns pela série..ainda nao li tudo, mas termino em breve! Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Fábio
      Mantenha a vontade e se programe mesmo para ir. É uma viagem inesquecível e totalmente possível, se houver uma preparação adequada. É um bom desafio, mas como você disse, não é preciso ser atleta. Fique à vontade para entrar em contato e aprofundar alguma questão que não tenha ficado clara nos posts.
      Grande abraço e obrigado pelos comentários.

      Excluir
  9. Jodriam, só agora descobri sua série sobre a caminhada para o Base Camp! Tenho muita vontade de fazer...Mas acho q vou precisar de um bom tempo para a preparação! Subi alguns pequenos picos aqui no Rio, como o Pico da Pedra do Sino (em 2013) na reião serrana q tem 2.275m e já foi bem cansativo! Ok, to numa fase meio sedentária para desafios punks.....por isso acho q suas dicas de preparação e todos os seus relatos vão ser inspiração! Pq uma coisa é ver documentarios de atletas e/ou alpinistas subindo..outra coisa é ver gente como a gente! Apaixonadas pela viagem, mas com uma vida mortal! rs...parabéns pela série..ainda nao li tudo, mas termino em breve! Abs!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...